HORA MUNDIAL (Clique sobre o local desejado para visualizar)

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

SINESTESIA

              Os sinestésicos visualizam letras diferentes com cores diferentes em um quadro preto e branco.

Dá-se o nome de sinestesia ao fenômeno de contaminação dos sentidos, ou seja, a confusão neurológica que provoca a percepção de mais de um sentido de uma só vez, essa pode ser visual, olfativa, tátil ou auditiva. Muitas pessoas acreditam que a sinestesia é uma doença, mas não é. É um fenômeno sensorial que ocorre por meio da memória e pelo excesso da criatividade.

A primeira pessoa a falar sobre tal fenômeno foi John Locke em 1690, quando relatou sobre um intelectual cego que refletiu sobre coisas visíveis e percebeu o que era a cor vermelha por meio do som de uma trompa. O primeiro caso registrado na medicina foi em 1922 com uma criança de quase quatro anos.

De forma descontrolada, a sinestesia se manifesta a qualquer momento, por exemplo, ler uma determinada palavra e sentir o gosto de um doce, ou escrever uma letra e relacioná-la com a cor verde... Curiosamente a maioria dos sinestésicos é canhota e tem problemas em distinguir lado direito com lado esquerdo.

A sinestesia pode ser diagnosticada por meio do Teste da Genuidade, TG, que avalia periodicamente a relação entre os estímulos recebidos e a reação para tais. O teste é feito com um grande quadro branco e preto com vários números iguais e espalhados, porém coloca-se poucos números diferentes sobre o mesmo. Tais números diferentes são facilmente percebidos pelos sinestésicos, pois os mesmos detectam esses por meio da diferença entre a coloração. Cada número possui sua coloração específica podendo ser identificado rapidamente.
(Fonte: Brasilescola)

0 comentários:

Postar um comentário